Universidade do Minho  

         
 
  Autenticação/Login
 
Contactos
Mapa do Site
   
  imprimir
 





Finalistas 2014

"Terminada a minha graduação em Química na FCUP, senti necessidade de complementá-la através da aquisição de conhecimentos direcionados para a área da análise e caracterização, área menos abordada durante a minha graduação.
O mestrado em técnicas de caracterização e análise química demonstrou ser a resposta ideal para tal necessidade. Além de apresentar um plano de estudos muito completo no que diz respeito às técnicas de análise instrumental, proporciona, também, uma forte componente na área do controlo e gestão da qualidade, e na análise e interpretação de resultados em química. Os professores são excelentes orientadores e capazes de transmitir o conhecimento de uma forma clara e simples.
Relativamente à minha dissertação, tive a oportunidade de a realizar num centro de investigação e desenvolvimento – o CeNTI : Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes na área dos Functional Materials & Solutions onde trabalhei com tecnologias de ponta e desenvolvi um método de medição. Os conhecimentos adquiridos no 1º ano foram essenciais na evolução deste trabalho, e deram-me a confiança e o espírito crítico necessário para o realizar com êxito.
Atualmente encontro-me a realizar um estágio profissional no CeNTI, na área de Design, Modelling and Engineering, onde trabalho em diferentes projetos, no sentido de simular e validar experimentalmente o desempenho de produtos em desenvolvimento.
" Junho 2014

Maria João Braz Lopes




 
Finalistas 2013

"Sempre me interessei em compreender ao máximo o mundo que nos rodeia e portanto, na altura de escolher a licenciatura, a junção da Biologia e da Química pareceu-me o ideal, pelo que fui para Bioquímica. As oportunidades de trabalhar em investigação que tive durante esse período não me apelaram muito e assim sendo para Mestrado selecionei o de Técnicas de Caracterização e Análise Química pois sabia que tinha ligações com Empresas e a Indústria Química. A aprendizagem das técnicas instrumentais de análise já estava mais em contacto com a minha natureza prática e valorizo muito todo o conhecimento que adquiri nas aulas teóricas e práticas. Gostei especialmente da componente de Controlo de Qualidade por ter muita aplicabilidade. Desenvolvi a tese de mestrado na Continental Mabor, uma indústria de pneus, e tive a oportunidade de continuar lá o trabalho depois da defesa da dissertação num Estágio Profissional. Tem sido uma ótima experiência trabalhar nesta empresa e assim, em Agosto, irei mudar-me para a sede em Hannover, na Alemanha, onde participarei no programa internacional de Trainees do grupo de Investigação e Desenvolvimento e onde espero vir a contribuir ativamente para o progresso da indústria automotiva."
Outubro 2013

Beatriz Barata Simões





"Quando concluí a Licenciatura em Química pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, senti que necessitava de seguir algo mais específico dentro da área e constatei que a oferta para a formação de mestrado dada pela Faculdade era muito vaga e com pouco a acrescentar à licenciatura. Depois de fazer uma pesquisa, fiquei bastante impressionado com o programa do Mestrado em Técnicas de Caracterização e Análise Química. A minha área preferida dentro da Química sempre foi a Analítica e achei o mestrado muito completo neste sentido. Uma das condições que atraiu-me bastante foi a possibilidade de poder desenvolver a minha dissertação em âmbito empresarial, não só no nosso país mas também no estrangeiro (através do programa Erasmus Placement), sendo esta provavelmente a principal razão pela decisão tomada.
No ano letivo de 2012/2013 tive a possibilidade de efetuar um estágio na refinaria da BP Oil España, na cidade de Castellón. Estive no Departamento Técnico de Otimização e Desenvolvimento da refinaria, nomeadamente o laboratório, no qual participei na melhoria de um método em vigor. As bases que me foram dadas do Mestrado, não só foram bastante apreciadas pelas pessoas com as quais trabalhei, como também foram fundamentais para o desenvolvimento de uma boa dissertação.
Logo depois de concluído, ingressei de forma imediata no mercado de trabalho. Entrei na Repsol Polímeros S.A. sediada em Sines, para uma vaga de Eng. Químico, além disso tive o prazer de fazer parte do programa de formação em Madrid, no Centro Superior de Formación Repsol durante o ano letivo de 2013/2014.
Sem a menor dúvida que todo o apoio e coragem que me foi dado pelo corpo docente foi fundamental para procurar oportunidades de trabalho. Foi uma formação da qual tenho imenso orgulho de ter frequentado pois forneceu-me as ferramentas que acredito serem necessárias para ingressar no mercado de trabalho. Recomendo-a vivamente, sem ela acredito que não teria tido as mesmas oportunidades." Julho 2013


José Carlos Mendonça Rebelo




  
"Desde sempre que fui apaixonada pela área das ciências, por isso achei que a licenciatura em Bioquímica seria a melhor escolha a seguir como graduação. Esta licenciatura tem uma forte vertente de investigação e apesar de ter gostado da experiência achei que o meu perfil se enquadrava melhor na área da industria.
Assim sendo, como pós-graduação escolhi o mestrado em Técnicas de Caracterização e Análise Química. Este mestrado, tal como o nome indica, aborda as mais variadas técnicas de análise aplicadas na indústria.
Como pontos fortes destaco a promoção de visitas de estudo e encontros, que fazem com que a relação entre alunos e empresas se fortaleça, a extrema organização e o corpo docente de elevado profissionalismo.
Outro ponto a realçar é o facto de o 2º ano ser direccionado apenas para a tese, podendo ser esta feita em ambiente empresarial, o que nos leva a uma experiência prática muito enriquecidora, no mundo industrial que é em tudo diferente do que estamos habituados na universidade.
A minha tese foi desenvolvida na empresa Companhia Nacional de Borrachas - Camac, sendo que finda esta etapa tive a oportunidade de continuar na empresa, agora ocupando o lugar de Gestora da Qualidade." Julho
2013

Adriana Gonçalves




 
Finalistas 2012

"O gosto pelas ciências foi o principal responsável pelo meu ingresso na Licenciatura em Bioquímica e desde cedo soube que não queria parar por aí. No final de 3 anos e com a ajuda de curtas experiências em laboratórios de diferentes áreas e numa empresa, decidi que queria seguir um mestrado em química que estivesse de certa forma direcionado para a indústria. Estou bastante satisfeita com a escolha que fiz pois para além dos conhecimentos que adquiri, este Mestrado permitiu-me trabalhar numa área que ambicionava e que estava afastada da minha formação base.
Já no mundo do trabalho tive a oportunidade de aplicar os meus conhecimentos, na preparação e caracterização de materiais poliméricos, em bolsas de empreendedorismo e de investigação. Atualmente frequento o programa doutoral MIT-Portugal (http://www.mitportugal.org/) no ramo EDAM - Leaders for Technical Industries e posso afirmar que esta oportunidade deve-se em grande parte ao trabalho que realizei em consequência deste Mestrado."
Junho 2014

Andreia Isabel da Silva Araújo

Frequenta o programa doutoral MIT-Portugal no ramo EDAM - Leaders for Technical Industries



“Após terminar a minha Licenciatura em Bioquímica, senti necessidade de complementar a minha formação académica com um 2º ciclo de estudos. Queria um mestrado com uma componente mais prática que me permitisse aprofundar e alargar os meus conhecimentos na área da química analítica. Decidi então escolher o Mestrado em Técnicas de Caracterização e Análise Química e foi sem dúvida uma escolha acertada! Atualmente, no mundo do trabalho, vou percebendo que as técnicas lecionadas no Mestrado, são aplicadas a grande diversidade de materiais tanto na investigação como na indústria. No meu trabalho atual, já utilizei diversos conhecimentos adquiridos no Mestrado, principalmente análises de calorimetria, espectroscopia de infravermelho, espectroscopia de Ultravioleta-Visível, difração de raios-X e microscopia. Estou certa que futuramente aplicarei outros conhecimentos adquiridos no decorrer do Mestrado, como a validação de métodos analíticos, e sei que conseguirei aplicá-los corretamente devido à boa formação que este 2º ciclo de estudos me proporcionou”. Abril 2013.
Natália Vilaça

Bolseira de investigação na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa inserida no projeto de investigação: "Produção de co-extrudidos contendo micro e nano polimorfos de substâncias ativas para penso transdérmico ou laminado oral".




“Estava ainda a frequentar a minha licenciatura em Química - Ramo Científico, na Universidade do Minho, quando surgiu a oportunidade de participar no I Encontro em Técnicas de Caracterização e Análise Química, onde a apresentação deste mestrado me despertou um certo interesse. Entretanto participei também nas jornadas de outros Mestrados, pois a ideia de seguir para um segundo ciclo fazia parte dos meus planos, a dúvida era qual o segundo ciclo. A ideia que tinha, quando decidi que queria ir para um segundo ciclo, era que queria um mestrado que me proporcionasse a aprendizagem de diversos métodos de análises e caracterização, pois não queria um segundo ciclo muito específico, que depois limitasse o meu futuro profissional a uma só área. Agrupando estas ideias, a escolha não foi difícil e hoje tenho a certeza que fiz a escolha certa, tanto a nível pessoal como profissional. Com este mestrado, adquiri inúmeros conhecimentos acerca de diversas técnicas analíticas e de caracterização avançadas, tanto a nível teórico como prático, pois é um mestrado com uma forte componente laboratorial. Além disto, ainda obtive formação na área do controlo de qualidade, obtendo competências acerca da validação e implementação de métodos analíticos, espero um dia ter a oportunidade de colocar isto em prática na minha vida profissional, pois é uma área que gosto bastante.
Atualmente estou numa bolsa de investigação, e comprovo que os conhecimentos transmitidos no mestrado são muito importantes, pois as técnicas estudadas no mestrado têm uma grande aplicação, tando no mundo da investigação como nas indústrias.
Considero importante referir também, que este mestrado tem uma forte componente a nível de seminários, visitas de estudos, formações entre outras, o que me permitiu ter outra noção acerca do mundo do trabalho. Existem várias formas de alunos, ex-alunos e professores comunicarem, onde é possível partilhar ideias e experiências acerca da vida profissional.
Concluo, afirmando que tenho a certeza que fiz a opção certa e que recomendo este mestrado para quem, no futuro, quer estar ligado ao controlo de qualidade alimentar, ambiental, na investigação c
ientífica e em inúmeras indústrias.” Maio 2013.
 
Mara Pinto

Bolseira de investigação no REQUINTE- CQFB, Departamento de Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa: "Síntese de novos polímeros biodegradáveis e biocompatíveis catalisada por compostos altamente eletrofílicos de Ca(II), Zn(II) e Al(III)".
 


Finalistas 2011

“Ingressei no Mestrado na 2ª fase pois tinha algumas dúvidas na escolha do meu 2º ciclo de estudos. Queria algo relacionado com nanotecnologia e materiais, ou algo relacionado com síntese mas depois de analisar os planos curriculares ao pormenor decidi frequentar o Mestrado em TCAQ. Este mestrado possui um plano de estudos que abrange diversas áreas, desde técnicas analíticas, amostragem e preparação de amostras, sensores e análises de materiais e superfícies, tornando-se uma escolha completamente adequada para o meu futuro. Durante o meu 1º ano de Mestrado fui contratada para o CeNTI onde apliquei alguns dos conhecimentos adquiridos no Mestrado. No 2º ano fiz a minha tese nos 3B’s na área dos materiais. Os conhecimentos teóricos e aulas práticas efetuadas ao longo do 1º ano permitiram-me aplicar com facilidade as diferentes técnicas de caracterização. Neste momento estou numa bolsa de investigação e confirmo que os conhecimentos obtidos no Mestrado, nomeadamente em cromatografia e na preparação de amostras, me têm ajudado a fazer um bom trabalho.
A interação do mestrado com outras entidades (através de seminários, formações creditadas, participação em visitas de estudo, organização de encontros científicos e concursos de fotografia) possibilita aos alunos adquirirem competências que os ajudam a abrir portas para possíveis trabalhos em empresas, em universidades, entre outros. Estas atividades fazem com que a ligação dos ex-alunos com o Mestrado seja mantida para sempre”. Abril 2013.
 
Filipa Gomes

 Bolseira de investigação no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), inserida no projeto de investigação: “Cefalópodes: Benefícios e riscos do seu consumo; Avaliação das respostas dos biomarcadores à poluição orgânica.”

 
“Desde sempre desejei progredir na minha carreira para usufruir de um futuro mais promissor. Para cumprir com os meus objetivos profissionais com sucesso, ingressei em Química, na UMinho, concluindo o 1º ciclo de estudos três anos mais tarde. Contudo, senti que a minha formação académica não estava completa sem um 2º ciclo de estudos. Pretendia aprofundar e complementar os conhecimentos adquiridos da Licenciatura no âmbito metodológico e nas técnicas de caracterização e análise sofisticadas e, constatei que o Mestrado em Técnicas de Caracterização e Análise Química era o mais adequado.
Decidi então frequentar este mestrado e não me arrependo!! Adquiri uma base teórica diversificada de métodos de análise e caracterização bem como experiência prática nas principais áreas da Química Analítica e Estrutural e, também, desenvolvi competências nas técnicas de análise de dados, de validação e de implementação de métodos analíticos.
Neste momento, sou aluna de doutoramento com uma bolsa financiada pela FCT, e posso afirmar que os conhecimentos aprendidos no decorrer do mestrado já foram aplicados, quer no desenvolvimento da tese de mestrado bem como no presente trabalho, nomeadamente o conhecimento das técnicas de caracterização, tais como, Espectroscopia de Infravermelho com Transformadas de Fourier, Espectroscopia de Ultravioleta-Visível, Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear de Protão, Microscopia Eletrónica de Varrimento, Cromatografia de Permeação em Gel e Calorimetria Diferencial de Varrimento.
Não é por acaso que as unidades curriculares se encontram no plano de estudos do 1ºano pois todas elas formam um todo e são essenciais na união da informação e conhecimento científico.
Sem a preciosa dedicação, disponibilidade, conhecimento científico, orientação e experiência de todos os professores não seria pos
sível obter uma formação tão rica e não me sentiria confiante para abraçar o mundo do trabalho, independentemente do que vivemos hoje.” Maio 2013.
 
Juliana Dias

Aluna de Doutoramento em Ciências, a desenvolver a tese: “Electrospun ionic electroactive polymers for artificial muscle applications” no Dep. de Química (parceria com Dep. de Física).



Filipa Gomes, Mestrado em Técnicas de Caracterização e Análise Química, Finalista 2011.
Atualmente bolseira de investigação no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), inserida no projeto de investigação: “Cefalópodes: Benefícios e riscos do seu consumo; Avaliação das respostas dos biomarcadores à poluição orgânica.”Filipa Gomes, Mestrado em Técnicas de Caracterização e Análise Química, Finalista 2011.
Atualmente bolseira de investigação no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), inserida no projeto de investigação: “Cefalópodes: Benefícios e riscos do seu consumo; Avaliação das respostas dos biomarcadores à poluição orgânica.”



 
  © 2022 Universidade do Minho  - Termos Legais  - actualizado por Química Símbolo de Acessibilidade na Web D.